Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE CADENTE


Zuni um verso na escuridão;
Desenhou uma parábola
E despencou na noite fria.

O noctívago que contava estrelas
Descortinou o facho de fogo;
Era um meteoro que caía.

Ébrio, nas curvas do paralelepípedo,
Acordo um resto de esperança;
Vislumbro a estrela guia.
Antonio Virgilio Andrade
Enviado por Antonio Virgilio Andrade em 11/05/2006
Código do texto: T154338
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Virgilio Andrade
Riacho Fundo - Distrito Federal - Brasil
152 textos (16228 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:19)
Antonio Virgilio Andrade