Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Medo

"Acendi a luz há pouco,
mas ainda não me acostumei à claridade...
você está nela, a luz é você.

Minhas mãos trêmulas, suadas,
minha boca seca e um beijo,
e nesse dia eu nasci para um novo ano,
para os novos dias,
hoje minha velha alma retornou...

Sim, sim, já sei, você não gosta de mim,
tantos já gostam, por que você faria falta?
Porque os outros são os outros.

Uma carta, à moda antiga,
com ponto e vírgula e tudo,
e um sentimento pra tentar te impressionar;
que soe como um desabafo,
mas é uma tentativa de te trazer de volta,
de volta pra um lar que você nunca considerou seu.

O que muda nessa história?
Você é a mulher perfeita, as outras não eram."
Diego Filipe Araujo Alcântara
Enviado por Diego Filipe Araujo Alcântara em 12/05/2006
Código do texto: T154570
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diego Filipe Araujo Alcântara
Camanducaia - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
152 textos (7339 leituras)
7 áudios (2204 audições)
1 e-livros (167 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:55)
Diego Filipe Araujo Alcântara