Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sono Profundo

vim morrer ao seu lado,
A direita do teu berço,
Embalando com meu último suspiro teu belo sono.
Meus lábios exalam um ar ofegante,
O ar não penetra as narinas.

Minha pele desnuda e sem cor,
No manto dos teus braços,
Sem fôlego no teu santuário,
As velas estão refletindo,
Um corpo marimbundo,
Encoberto de estigmas.

Teu sono é profundo,
meu cadáver vela seus sonhos,
Insanos e loucos...
Como eu; minha mente tormenta,
Pura loucura; devassa e doente,
Uma alguém martirizado,
Com marcas demoníacas,
Visões assombrosas,
E bêbada de sangue...

Coração frívolo, quente,
Queimando as veias,
Estilhaçando as arteérias,
A alma suicida...
Movida ao sono dos loucos.

Ávida pelo punhal,
Este que repousa ao lado do meu sepulcro,
Em sua cama jorra,
Uma sangue intenso; vermelho,
Cor da minha dor...
Da morte; minha eterna alvorada.
cristiane vieira
Enviado por cristiane vieira em 20/05/2006
Reeditado em 20/05/2006
Código do texto: T159288
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
cristiane vieira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
1 textos (48 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:55)