Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OLHOS NEGROS

Não lembro o dia,
nem tampouco lembro o ano,
já faz muito que eu vi,
os olhos mais tristes do mundo

ao cruzarem com os meus,
suplicaram desejar,
que um poeta descrevesse,
a tristura desse olhar

na linguagem escrita,
sem distorcer sua expressão,
expressei sem exageros,
seu triste pedido então

era um pedido simples,
pessoal e apaixonado,
o guri dos olhos negros,
queria por mim ser amado

para falar ao guri,
triste e amargurado,
poetizei mais de mil linhas,
de nossos segredos guardados

falei-lhe um pouco de mim,
de meu solitário mundo,
de meus sonhos, de meus medos,
meus desejos mais profundos

disse-lhe que seus olhos negros,
quando depositados em mim,
estremeciam minha alma,
deixando-me frágil assim

foi o início de nossas obras,
nossos salmos,
nossos cânticos...

um passeio pelo espírito,
em versos latinos,
líricos, brancos...
Maira Knop
Enviado por Maira Knop em 20/05/2006
Reeditado em 28/05/2006
Código do texto: T159314
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maira Knop
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 58 anos
26 textos (1177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:27)
Maira Knop