Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUASE LIVRES

Nasci para viver,
mas porque vim ao mundo, apenas para sofrer?
Sou humano como você,
mas algo me diz que sou guerreiro,
tendo que guerrilhar na procura do que comer.
Será que sou sofrimento em forma de gente?
Porque será, que com as mais sujas migalhas, que me dão fico
contente?
As roupas que uso, são mais sujas que alguns panos de chão
e desse modo causo sentimentos ruins, há pena e a incompreensão.
Muitos me vêem como a escoria do mundo,
mas, eles não se lembram, que eu sou o futuro nas calçadas,
sentindo na pele o angustiado frio, andando indefeso
e ainda por cima com estômago inquieto e vazio.
Mesmo assim, tenho forças para viver , para lutar
e ainda com o direito furtado, o direito de sonhar.
Imagino agora, que numa poltrona macia, alguns sintam-se protegidos, em seus luxuosos lares, aquecidos e abastecidos,
sem se darem conta de que aqui fora, há muitos como eu esquecidos...
E haja tristeza em meu caminhar, tudo na minha sofrida vida...
Nada mais é, que uma quimera a se dissipar, se eu viesse a falecer
quem além de meus parceiros de sofrimento, iriam notar?
Até eu sei que tudo é ilusão.
Ilusão das drogas, ilusão das viagens sem volta, de imenso silêncio, de lágrimas escondidas, da falta de atenção, do medo e da completa exclusão.
Da rotineira dor, de um sentimento distante,que alguns dizem se chamar amor.
Por tudo isso e por muito mais, eu gostaria, somente de uma oportunidade.
Para revelar a minha dignidade e provar a tal da sociedade, o quanto eu sou capaz!
Mordak
Enviado por Mordak em 20/05/2006
Código do texto: T159786
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mordak
Salvador - Bahia - Brasil, 32 anos
5 textos (201 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:44)
Mordak