Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rascunho

Sou rascunho
de versos livres
tímidos, transparentes,
às vezes vazam
tão iloqüentes,
não seguram palavras
que sentem...
Instantes da mente
que sangram dos dedos:
palavras, palavras, palavras...
Solenemente expulso ilusão
do que não dá para ser:
escrevo, escrevo, escrevo...
Sem passar a limpo,
sigo o rascunho
de qualquer poema-destino.
Pupila
Enviado por Pupila em 20/05/2006
Código do texto: T159811
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pupila
São Paulo - São Paulo - Brasil
658 textos (21090 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:08)
Pupila