Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

* PARANÓIA

     “memento homo kia es
  pulvis et in pulverem reverteris”

um conto, a conta
um  canto de fada
um conto de fé
um lamento, uma bênção
um palpite, uma crença
uma reza qualquer
um ponto, uma ponte
uma vida, um vidente
uma lida, uma lenda
um ponto de vista
uma pista, uma lista
um bezerro bizarro
um nó na garganta

é o  fim da avenida
é o corvo, é a curva

o lamento, a lembrança

peassaba, mensaba
alguidá, bacabeira

um côfo de palha
um feixe de lenha

bicho de laranjeira

o vento, o tento, o tempo

é a rima  que  rema
é a rama, é o lodo, o engodo
é o luto, é a lenda é a lama
é a lei, é o leigo, o mato e o medo
é o drama e o trauma, é a trama
é a fila pra morte, é a cara de fome
é a falta de sorte, a cachaça

a trapaça, a fumaça, o andaime

uma casa, um casaco
uma casca e um caco
uma bala, um barraco
uma bola e um bolero
uma fraude, um abraço
uma falha, navalha
uma fala que cala
uma flecha, uma flor
um jazigo, uma dor
uma audácia,  uma aldeia
um juiz na cadeia
um conto de fada
uma linda sereia

fleuma, frio, frieira

pão, paz, poesia

uma estranha mania

é o ser ou não ser
é o ter o e querer
é o poder, é a perda
é o parvo, o pavor e o pavão
é o lixo, é o nicho
é a tara, o pedaço de pão
é o sangue, o suor e a saga
é o certo, o dúbio e o errado
é a brasa e a brisa, a camisa de força
é a corda, é o nó, é a fôrma
é a força é a forca
é a forca da força
é a rota é a roda
é a Terra que gira

gerindo, girando

é a roda é a rota
é o juízo final

no começo de tudo

o mundo é assim

um poema banal

sem início

e sem fim.

publicado no livro REVERSO" do autor.

João Nery Pestana
Enviado por João Nery Pestana em 23/05/2006
Código do texto: T161444
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Nery Pestana
São Paulo - São Paulo - Brasil
29 textos (1098 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:03)
João Nery Pestana