Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEVANEIO


às vezes, um desvario insólito
absorve-me o pensamento
uma vontade incontrolável
derrama-se de minhas mãos

qualquer coisa inexplicável
inebriante como o arrebol
faz-me sentir a extensão
dos eus que vivem em mim

meu pensar inútil e inexato
conduz-me ao inacessível
num ponto eqüidistante
entre o real e o devaneio

face a face, olhos e sonhos
reconheço-me em todos
e numa indizível espiral
caminhamos submissos

na incerteza desconexa
dos nossos existires.
João Nery Pestana
Enviado por João Nery Pestana em 24/05/2006
Código do texto: T162154
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Nery Pestana
São Paulo - São Paulo - Brasil
29 textos (1098 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:36)
João Nery Pestana