Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

lendo ultralyrics*

nem sei se me acabo com Marquinho
ou lhe proponho outro pergaminho
em que as ruas são todas destinos
e sua voz é toda carinho ao revés
das voltas que não quis.

Sair da pauta de arame farpado em clave de Dó,
buscar as muitas fadas em clave de sol,
e solitariamente dizer não.
que nada deste nó faz sentido:

tem um ruído aqui dentro
que não é sustenido, é um ruído
que dói, talvez coce, talvez olvido.

mas rui, e rui na esquina.

nem quero anfetamina,
ninfetas, bambinas ruidosas,
não quero prosa,

que é no reverso da história
que meu prado se fará marco

do tempo
a me soprar pra longe,

ao ultralyrics
de meu ensejo.




* “ultralyrics”, livro de poemas de Marcos Prado, Travessa dos Editores, Ctba.

Rocio Novaes
Enviado por Rocio Novaes em 25/05/2006
Código do texto: T162457
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rocio Novaes
Curitiba - Paraná - Brasil
203 textos (55088 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:50)
Rocio Novaes