Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DAS NOITES EM CLARO

Os passarinhos ascenderam
ao verem a Luz do dia ser
Eu, aqui, não apaguei as velas
sem perceber fiz sentinela
não lembrei de me recolher
para deixar a Lua vir
e o seu trabalho em mim fazer.

Meu querido,
volte logo para que eu possa dormir!
Ao seu lado, apos amar,
eu deixo o sono me abraçar
enquanto repouso em seu abraço.
Venha logo, pois,
eu so', por mim, ignoro o cansaço
e não me lembro de,
a Morfeu, me redimir
Eu não sei bem como faço
mas,
deixo um dia unir-se ao outro
e,
sem perceber os seus passos,
não vejo a noite existir.


D.V.
06/09/00

Copyright © 2003 Dulce Valverde
All Rights Reserved
DULCE VALVERDE
Enviado por DULCE VALVERDE em 26/05/2006
Reeditado em 30/10/2008
Código do texto: T163145
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e link para o site " http://recantodasletras.uol.com.br/autor_textos.php?id=6199 "). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DULCE VALVERDE
Estados Unidos, 46 anos
391 textos (10864 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:19)
DULCE VALVERDE