Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIVAGANDO...











  Divagando mundos sigo meu caminhar
na esperança de encontrar
a palavra muda
que se tornara uma canção de amor.
Onde o verde tem mais colorido.
Como a primavera entrando em nosso coração
trazendo uma roupagem diferente
de um colorido vivo
e mesmo que o vento derrube todas as folhas,
elas renascerão com mais força,
pois tudo é amor e encanto.


Viver é um constante ato de ir e vir.
Sons oscilantes.
cores desbotando
e perdendo sua essência verdadeira.
Luzes ofuscando os olhos
que não querem ver,
que não querem entender que na vida tudo passa,
os amores findam e outros vêem,
quando a alma se permite
ser feliz e abre se  para um novo
divagar em campos floridos,
de uma primavera que chega
trazendo novas esperanças.
Todo vazio pode ser preenchido,
o tédio mudando e sorrindo ,
ganhando uma nova forças
para um divagar não ao nada,
mas ao caminho da vida
e felicidade que encontra se
sempre ao nosso lado
e bem dentro de nós.
Não existe mal sem remédio,
permita-se encontra-lo
abra esse teu coração
e deixe a vida fluir
como o rio rumo ao mar,
para ser uno com toda a natureza
e ai seremos felizes
e livres para novos amores
que sempre caminham ao nosso
encontro.



 
 A alma cansa em certos momentos
nesse divagar ao nada
e nesse mundo de decepções e dores,
mas são experiências validas,
para um aprendizado onde nos levara
a uma paz imensa.
E pelas veredas da vida
sempre encontramos um novo florir
nova vida a germinar
trazendo a tão sonhada paz
e nosso amor.

 
 Esse olhar que se abre como uma
pétala de rosas... Levemente.
O vazio da mente que é o
estado mais sublime,
onde passamos a ser observadores do pensamento.
Não plasmando em nada.
Apenas fluindo em sua naturalidade.
Tudo se renova, coração, corpo e vida
e passamos a ser como crianças
a brincar na ciranda da vida
alegres e felizes.
E a terna candura florindo
em todo nosso ser.
Dissipando toda dor.

Nada como o libertar
encontrar mãos que nos aconchega
braços que nos acolhe
com carinho
nos fazendo sentir gente
renascida como Fênix
para um novo voar
nessa imensidão de mundo.
onde o amor ainda existe
dentro de cada um que permite se
ser amado e ama se.
Num repente, mais que repente
tudo se transforma,
pois somos seres alquímicos,
somos deuses do amor,
do encanto,
da vida.
E nosso prosseguir
segue passos firmes
levando a cura da nossa alma
equilibrando-se e centrando se
cada dia mais
dentro das certezas e
in certezas da vida.
Pois viver é o momento,
apenas o momento
que é o maior presente
da existência.
Viva-o intensamente
e deixe a vida fluir
sempre permitindo se
e abrindo se
para que tudo chegue
ao seu tempo e hora.

Águia Dourada, pedindo passagem

10.09.04
05.02
ZEL
Enviado por ZEL em 12/05/2005
Código do texto: T16594
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33941 leituras)
8 e-livros (803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:26)
ZEL