Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Gaiola do Tempo

Ando perdido nas grades
de um tempo sem dias e sem noites...
 
Como se fosse um imenso e gélido deserto,
o tempo se mistura aos grãos
de areia de meu pensamento.
 
Dissociados da realidade, os quintais
que viajo são de ferro e fogo...
Imensos pássaros sobrevoam
meu discurso apagado e levam
com eles os versos que um dia escrevi.
 
A inspiração que me engravida,
é um raio paralisante
de um parto sem feto.
 
E o tempo que me circula
abocanha-me todos os segundos
sem que eu viva por um único instante.
 
Assim a gaiola se fecha em torno de mim,
e o tempo... ah o tempo...
Esse percorre seus caminhos sem fim.
 
14/01/2005
Paola Caumo
Enviado por Paola Caumo em 15/01/2005
Código do texto: T1693
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paola Caumo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 47 anos
167 textos (6276 leituras)
17 e-livros (806 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 09:11)
Paola Caumo