Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vento sertanejo

O sertão nordestino cá chegou...
a Portugal, menino, no Minho,
em cordel entrou o doce sertão,
acolhi-o com muito carinho!
Visão,cheiro, tacto,sensação,
enriquecimento total do meu ser
que se estampa no calor do sertão...
fundem-se os dois, assim, a querer
serem dois em um: nordestminho:
coroa límpida, sem qualquer espinho!
Até a Tágide mais bela de Camões
se ergueu com sua "frauta"cintilante,
para selar a analogia/fusão do instante...
e tanger estes dois poéticos corações,
pelo vento sertanejo,calmo e sereno
tornando este verso mais pleno!
Harmoniae
Enviado por Harmoniae em 15/05/2005
Código do texto: T17108
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Harmoniae
Portugal, 50 anos
75 textos (7757 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:33)
Harmoniae