Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reboliço

REBOLIÇO



Cantos, prantos e sumiços.
É o amor.
Quem saberá dos encontros no mar
Quando as espumas das ondas vêm a areia beijar?
Quem saberá se virou peixe ou estrela-do-mar?
Acomodei-me como as marés
Sem alternativa, diante das luas da vida.
E o destino a me roubar
Sem par.
Esculpindo de montanha a solidão
Não consegue partir os grilhões
Abrir a boca dos vulcões e despejar
Salva!
Mas, não; o amor é engenhoso;
Mata aos poucos, machucando.
Por Deus, amor...
Deixa que eu acredite:
A culpa foi da minha voz...
Fraca, rouca -.
A ponto de te calar.
Verônica Aroucha
Enviado por Verônica Aroucha em 15/05/2005
Código do texto: T17171

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verônica Aroucha
Recife - Pernambuco - Brasil
122 textos (7751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:29)
Verônica Aroucha