Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Versos...


Versos de todas as cores,
Versos que dobrem as ruas
Que afastem as dores,
Versos que entoem cantigas
Que lembrem serenatas,
Que acordem os anjos,
Por que sou poeta e preciso de ar.
Versos que plantem rosas,
Que embriaguem as margaridas,
Que desfaçam as despedidas,
Que traga a lua, sem maldade, pura,
Só pra que hoje haja festa,
E todos percam a hora de pensar.
Por que sou poeta e preciso de ar.
Versos simples, não precisa métrica,
Só os pés no chão, e asas pra voar.
Por que sou poeta, por que meu peito aperta,
Já chega de dor, eu preciso de ar.

Tonho França
Enviado por Tonho França em 12/06/2006
Código do texto: T174417
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tonho França
Guaratinguetá - São Paulo - Brasil, 51 anos
82 textos (5756 leituras)
4 e-livros (356 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 15:08)
Tonho França