Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Lágrima

A lágrima que cai
percorre certo caminho
e, incômoda, não acha seu ninho.
Talvez porque, junto a alma também vai.

Seguem alma e lágrima
Caminhos, escaninhos e descaminhos.
Liquefez-se a mágoa?
Longe, os ventos ainda giram os moinhos.

Cairam a lágrima e a alma.
A marola no Oceano é o fim do ato.
Feche-se o pano, encerre-se o trato.

Mágoas liquidas. É o sal.
É o mal. Caro e ilustre Jobim,
as águas de março levam ao fim.
Fabio Renato Villela
Enviado por Fabio Renato Villela em 15/06/2006
Código do texto: T175899
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.recantodasletras.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Fabio Renato Villela
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
1758 textos (328282 leituras)
1 áudios (27 audições)
4 e-livros (4090 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:09)
Fabio Renato Villela

Site do Escritor