Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maldita Língua

Maldita a língua que vivia calada
e que livre do medo hoje se solta;
fala o que sente mesmo esganada
e acaba por fim criando a revolta.

Não faz por mal, mas se cansou
de ter de calar o que sente;
e pela omissão, se machucou
com a injustiça de muita gente.

E se solta, pode ser entendida,
ou talvez até mal interpretada;
maldita língua bandida...
Devias de vez ficar calada.

Tens momentos de puro sabor,
outros, com o amargo paladar;
tens doçura ao falar de amor
e a mágoa para decepcionar.

Não medes a tua compostura;
ages na débil impulsividade...
Transforma o feliz em amargura
arrancando-lhe o sonho de realidade.

Língua maldita...Língua que fala;
maldita és quando se solta.
Aprende a lição de uma vez e cala
e engole p´ra si a tua revolta.
Anna Müller
Enviado por Anna Müller em 17/06/2006
Código do texto: T176989
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Müller
Boa Vista - Roraima - Brasil, 52 anos
89 textos (4244 leituras)
11 áudios (4397 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:27)
Anna Müller