Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Teu mundo enorme

nunca porque meu medo é limpo
pulsando num coração milenar
um bicho uma imensa criatura viva:
pêlos boca e mãos e pés
não sei dizer porque é sobrenatural
meu medo

pousaste os pés na areia
e o mundo ficou tão grande
por um instante teus olhos, impenetráveis
mas a amplidão os engoliu
límpida quanto uma vibração de Mozart
e o trigal: não com corvos
o trigal aberto como quando uma gargalhada
onde se vê todos os dentes

não tenho tanta certeza
mas acho que havia nuvens
quando ela andou até a água
depois parou depois morreu
sem nenhum pecado
afogada de amores
Ronaldo de Luna
Enviado por Ronaldo de Luna em 20/06/2006
Reeditado em 21/07/2006
Código do texto: T179098
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ronaldo de Luna
Recife - Pernambuco - Brasil
12 textos (417 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:12)
Ronaldo de Luna