Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPOS ESCUROS

Ah, o meu coração...
Esse tem visto coisas
Que pensava ser da idade escura do homem,
Mas são de homens de hoje,
Por mais incrível que pareça,
São iguais aos homens dos livros de história...
 
Hoje aquilo que não se fala está consumado:
Dê a eles a carne
E querem o sangue para beber,
 
Dê-lhes nada:
Abra-lhes a cisterna,
Em vez de beber
Se afogarão,
É assim que acontece
Aos prisioneiros de suas mentes.
 
Do fio de tristeza,
O imponderável emerge:
Os olhos que sempre viram longe,
De repente ficaram cegos
Até que todos os inimigos se acercassem,
Ninguém para dizer que o tempo acabou,
Ninguém para mostrar outra seara ao plantador:
Será que valeu a pena?
 
A liberdade tem seus caminhos,
Estranhos são os caminhos para ela,
Mas são os caminhos para quem a merece...
Chico Steffanello
Enviado por Chico Steffanello em 29/06/2006
Código do texto: T184750

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chico Steffanello
Sinop - Mato Grosso - Brasil, 58 anos
246 textos (31007 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:35)
Chico Steffanello