Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Liberdade

Meu coração sente calma,
Uma calma que pensei nunca mais sentir,
Desde que você partiu.
Pensei que fosse enlouquecer,
Na verdade... Enlouqueci,
Sofri,morri...Mas cresci.
Aprendi que pessoas como você,
Não sabem amar,
Nem serem amadas,
São egoístas,
Só se preocupam com o que sentem,
Se é que sentem.
Você teve em suas mãos um grande tesouro,
Você teve o meu amor.
E o que você fez?
Jogou fora.
O que na verdade importa para você?
Só você importa,
Só o que te faz bem.
Você pensa que sabe amar.
Pobre... Imbecil,
Você não se ama,
Pois se submete.
Quem se ama de verdade... É livre,
Arrisca,
Vive.
Você se esconde no nada,
No vazio de uma vida mesquinha,
Medíocre,
E finge que é feliz.
Mais não é...
Eu sei,
Você sabe.
Minha recompensa,
É que te amo e vivo livre,
Na plena consciência do que sinto,
E não preciso me esconder.
Não te quero mais.
Posso sentir o que quiser por quem quiser,
Mesmo que sinta só.
Sou grandiosa,
Sou vencedora.
Pois sei  que o seu coração sangra ,
A dor que o meu coração sente.
Mas eu vivo como eu quero viver,
E você sobrevive como pode.
Karla Petronilho
Enviado por Karla Petronilho em 01/07/2006
Código do texto: T185721
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Karla Petronilho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
11 textos (516 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:57)
Karla Petronilho