Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tuas Filhas

Tuas filhas,
As que chamas tuas,
Sumiram, se foram.
Mas não chores,
Nada perdestes.
Nada tinhas.

Tuas filhas
Não são tuas.
Foram filhas
As meninas,
Mas agora são
Mulheres na rua.

Tuas filhas
(agora não tuas)
São muito elas,
São todas elas
Somente delas.

Tuas filhas
Não estão nuas,
Despidas ao ocaso,
Serão elas mães,
Serão elas delas.

Tuas filhas,
Essas donzelas,
Ninfas, gazelas,
Gatas, cadelas,
São a tua partida,
Apenas teu espelho,
Teu reflexo tripartido.

Tuas filhas
São agora do mundo,
Do vasto mundo delas,
Onde somente elas
Habitam, vivem e coram.

Tuas filhas
Adormeceram teu colo,
Morderam teu leite,
Acordaram o teu.
A vida delas
Tua insônia.

Tuas filhas
Se dão prontamente,
E se dão sempre,
E são frágeis,
São poucas,
São loucas,
São elas.

Tuas filhas
Agora se conhecem,
Se sabem
Não mais tuas,
São próprias.

Tuas filhas
Te veem delas.
És, delas, mãe.
Sofrestes mãe,
Somente mãe.

Tuas filhas
Não morreram,
Não cessaram,
Agora seguem.
Agora, elas são elas.
Tuas filhas...
Antonio Antunes
Enviado por Antonio Antunes em 03/07/2006
Código do texto: T186721
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Antunes
Reino Unido, 41 anos
41 textos (868 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:21)
Antonio Antunes