Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAMPKLAUSS



As mesmas folhas de sempre,
Tiradas de um plástico.
 Escrevendo, escrevo, obedecendo as linhas,
Os parágrafos e as moedas.
No dia seguinte tudo é ressaca.
Tirar do fim do túnel, tudo que começa.
Uma bomba estoura enquanto fico comendo miolos de frigoríficos.
À meia-noite sinto um peso de tanto alívio.
A gente já sabe dos almoços aos domingos: frios.
Um dia após o outro tem sabor de alho.
Célia Demézio
Enviado por Célia Demézio em 05/07/2006
Código do texto: T187767
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Célia Demézio
Santos - São Paulo - Brasil, 49 anos
9 textos (248 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:05)
Célia Demézio