Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Amor e o Doente

o amor perguntou ao doente
Por que de amor morre tanta gente
O doente, com muito ardor,
Disse ao amor que no amor
A dor é o que mais se sente.

O amor, muito descontente,
Respondeu que intransigente
É a gente que faz dor
Do que é doce, o amor.

O doente, que de amor era inteligente,
Disse ao amor que valente
É aquele que na dor
Da carência recípoca do amor
Doce o amargo sente.

O amor, agora contente,
Concluiu com o doente
Que amor de gente
É dor que não se sente.
Vinicius Razumikin
Enviado por Vinicius Razumikin em 11/07/2006
Reeditado em 11/07/2006
Código do texto: T191967

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vinicius Razumikin
São Paulo - São Paulo - Brasil, 27 anos
23 textos (932 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:56)
Vinicius Razumikin