Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Álcool

É complicado escrever este poema.
O álcool corre nas veias, sobe ao cérebro e as lágrimas descem.
As verdades vêm com tudo,
Sentimentos guardados a sete chaves
São revelados.

O choro incontrolável,
A risada é espontânea,
A esperança floresce.

A tontura, dor de cabeça,
Ânsia, e tudo mais,
São meras conseqüências.

O que não tem suas conseqüências ruins?

Tudo que disse,
Tudo que pensei,
Filosofei,
Senti,
Disse
Ficará no momento da embriaguez.

Mas as palavaras ditas são inexoráveis.
E os sentimentos ainda estão lá,
Ainda mais guardados,
Pois a sinceridade acaba com tudo.

Te amo.
melão
Enviado por melão em 12/07/2006
Reeditado em 24/07/2006
Código do texto: T192535
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
melão
São Paulo - São Paulo - Brasil, 27 anos
119 textos (4653 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 22:58)
melão