Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TELEFONE

Hoje as lágrimas insistem em querer fugir dos meus olhos,
    o amor insiste em querer explodir em meu peito,
    minha boca insiste em clamar o seu nome.
-Deus, onde está a paz à que todos os mortais é ofertada?!
        Sinto-me como uma criança perdida no meio de uma multidão,
    um sorriso amigo, um olhar carinhoso um olá talvez,
    mas nada acontece, ninguém sequer me nota.
       Minha cabeça dói, o mundo gira a meu redor.
Penso na morte, tenho medo da vida.
       Onde estará meu pai? O que estará fazendo minha mãe?
    Onde foram minhas irmãs?
Um sol negro cobre minha cabeça, uma águia dourada me
    guia em direção ao abismo do esquecimento.
       Os anjos parecem estar em dúvida entre me salvar ou não.
    Mulheres que nunca vi choram por mim, uma delas diz
    que me ama.
       Uma mão luminosa é estendida até minha cabeça,
    sinto meu corpo em brasas, me pergunto, se não são
    os anjos que resolveram me ajudar,
    Deus parece ter olhado pra mim. Uma paz toma conta
    de meu ser.
O sol negro começa a clarear, a águia dourada muda a
    direção para um jardim, um lugar tranqüilo,
    sinto-me seguro novamente. Procuro pela mulher que dizia
    me amar sinto que a verdade agora vai me abraçar,
    olho pra ela e sem palavras, apenas um sorriso em
    agradecimento, olho para o céu e, vejo os anjos formando
    um corredor, continuo olhando e vejo Deus,
    vindo ao meu clamor, recebo seu abraço e penso em dizer-lhe
    o quanto estou grato, mas antes que pudesse falar algo,
                Acordo com o toque do telefone!
Don Peleggi
Enviado por Don Peleggi em 13/07/2006
Código do texto: T193201

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Don Peleggi
São Paulo - São Paulo - Brasil, 40 anos
22 textos (638 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 14:06)
Don Peleggi