Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Chuva

A chuva que se anuncia no horizonte
É tão escura e tão bela
Que parece pintura na aquarela;
Água a vida como divina fonte

A chuva que vai cobrir a imensidão
Com a gelada água da esperança
É a chuva que, não em vão,
Fará, das cinzas, a criança

A chuva, símbolo da tristeza,
É da alegria o renascer
Como se nossos sentimentos
Fossem uma fênix e esta ser
O seu esplêndido reviver

A chuva, que de verde o campo pintará,
É essa tal de negativa experiência
Que através da dura falta de certeza,
Trás novas verdades para nossa existência
A chuva, que do céu tira a clareza,
É a mesma que nele o arco-íris mostrará

As chuvas são as chuvas
Que nossas dores e sujeiras
Limpará como se fossemos
As calçadas nas segundas-feiras
E plantações eternas de parreiras
Que aguardam o chorar da natureza.
Vinicius Razumikin
Enviado por Vinicius Razumikin em 14/07/2006
Código do texto: T194073

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vinicius Razumikin
São Paulo - São Paulo - Brasil, 27 anos
23 textos (932 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:45)
Vinicius Razumikin