Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canto dos galos vi˙vos

Duas galinhas rendidas no chão
Com as pernas brutalmente amarradas
por uma palha que ensinava a ler.
O cenário: feira de Propriá
Os galos bestificados,
corriam dum lado a outro
Humilhados nos cambitos secos
que pressentiam a morte
com o iluminar da peixeira

Sentiam-se impotentes
em seu madrugático e inútil canto,
Onde a lembrança remonta um campo
Quando era pinto - doce
Depois de frango - medo
E malmente galo - canja
 
O galo cacareja absorto:
- adeus galinha, sou infinitamente culpado.
Sem voltar sequer a vista
A galinha saboreia pela primeira vez a tarde.
Jose Carlos Sales dos Santos
Enviado por Jose Carlos Sales dos Santos em 24/07/2006
Cˇdigo do texto: T200924
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Sales dos Santos
Salvador - Bahia - Brasil
4 textos (371 leituras)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 07/12/16 16:49)
Jose Carlos Sales dos Santos