Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Elegia prozac+Anna 20mg.



Fluxo na onda sonora
ronda o disco da trilha sonora:
estou lisonjeado, só na aparência, ao observador:
digno-me à vida.

Valor do livro não é o conjunto dos versos
Engajados em palavra crua, meu eu pró
fritando a noite na palavra perdida.
Como grilhão repentinos espasmos ao cosmo
que se converte, na solidão, na redoma do desconhecido infinito,
onde me findo e me faço conhecer.

Do ocidente ao oriente hão de me ler.
Em seis bilhões abro minha franquia,
até mártir comum.

Sinta-se satisfeito: o notório ceifa toda saga
na morte do fôlego alexandrino
quebra o verso perfeito:
Teu rosto é mais belo que qualquer poema maldito.

Do ocidente ao oriente hão de saber disso tudo.
Almas não são versos únicos, culpas não são tão sacras,
meus eus tentam a fragmentação.
Jamais saberão o que sei depois de revisto e bem-vindo.
O nostálgico de um grupo.

Então saberei de você. Porque antes de tudo
e sobretudo eu li você.
Lembremos quando aos montes líamos a história do mundo
pela linguagem das estrelas.
Joelson Ramos
Enviado por Joelson Ramos em 25/07/2006
Código do texto: T201214
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joelson Ramos
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil, 39 anos
10 textos (893 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:28)