Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ENCONTRO COM A SOLIDÃO

A solidão das alcovas,
quentes,
macias
e fétidas.
 
A solidão das prisões,
cheias de desespero ou remorso,
que gritam, que choram
e quem ouvirá esse grito dentro da noite?
 
A solidão das ermidas à beira da estrada,
sempre distantes, perdidas ...
 
A solidão das rameiras,
resignadas na noite sem fim
que segue a orgia.
 
A solidão dos mosteiros,
sem vaidade e sem medo,
de almas mansas, povoando santuários.
 
A solidão do homem,
de todos os homens ao longo da história,
que viu nascerem cidades, seus dias de glória
e já caminhou sobre as suas ruínas.
 
E há também a solidão do poeta
que todos os dias tira do bolsa um novo sonho,
sonhos que o vento levou ...
 
 
José Luongo da Silveira
Enviado por José Luongo da Silveira em 25/07/2006
Código do texto: T201241
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Luongo da Silveira
Santa Maria - Rio Grande do Sul - Brasil
78 textos (1180 leituras)
1 e-livros (50 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 15:59)
José Luongo da Silveira