Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

essa outra


Essa tal poesia tão amiga e tão feiticeira
Essa a quem te entregas como por magia
Essa que me mata de ciúme em cada verso
Que escreves, em cada quadra que fazes rimar...
Essa com quem dormes, com quem acordas,
É a ela que falas, é a ela a quem tu segredas
É a ela a quem vezes sem conta murmuras
As palavras que quero ouvir dos teus lábios!
Tenho inveja do teu verso longo e singular
Da quadra expressiva do teu pensamento
Do soneto cantante do teu sentimento...
Mas pudesse eu sentir o toque das tuas palavras
E eu seria maior,... seria uma parte de ti...!!
Pudesse eu ser uma fina folha onde te debruças
E eu seria maior,...sentir-te-ia em mim...!!
Fosse eu a ar que respiras quando escreves
E eu seria maior,...ter-te-ia aqui...!!
Mas não sou mais que alguém que te quer
E que inveja essa outra com quem dormes
Não sou mais que um pássaro perdido
Suspirando por um murmúrio teu
Não sou mais que o ser que te escreve
E implora ser mais um dos teus versos
Ou apenas uma singular e bela palavra
Que corre nos teus lábios doces e ternos.
Quero ser apenas como ela que te observa
Que é testemunha do teu último desejo...
Quero apenas ser como ela que te tem
Simplesmente porque também te quero ter...

 
marta neto
Enviado por marta neto em 28/07/2006
Código do texto: T203958
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
marta neto
Portugal, 31 anos
13 textos (387 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:04)
marta neto