Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Primeiro amor

 

O primeiro eterno beijo
O mais apaixonado e quente

A descoberta da doída saudade
Que morre no apertado abraço

Amor temperado de orgulho e vaidade
Juras de amor e fidelidade
Dor em duplicidade

Um amor, quase uma doença,
Uma loucura que beija
O estalar dos nossos corpos
E o vai e vem de emoções

Um amor de erros e enganos
Acertos e recomeços
De sufocos e complicações

Cartas apaixonadas
Despedidas demoradas
No silêncio da noite

Tardes eternas
De risos e beijos
Noites cheias
De estrelas e músicas no ar

A paixão um dia fugiu
O amor tomou a versão
De nossas imperfeições
Separam-se os corações
E se partem as ilusões

Tantas flores despetaladas
Quantas fotos rasgadas
Quantas mágoas desaguadas
Em nossos lençóis

A saudade deixou de ser dor
Transformou-se em liberdade
A vida tomou outra cor
Foi-se o primeiro amor

Cada um no seu universo
Sem amor, com o coração disperso,
Com a lembrança sem prantos
E restou o último verso
Dos nossos bons momentos

A emoção acabou
Restou apenas boa educação
Sem gosto, sem rancor,
Ah foi apenas paixão...
Apenas o primeiro amor

Daniel Pinheiro Lima Couto

17/07/06




































 


Daniel Couto
Enviado por Daniel Couto em 29/07/2006
Código do texto: T204365

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Daniel Pinheiro Lima Couto). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Daniel Couto
Curitiba - Paraná - Brasil, 34 anos
110 textos (6652 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:12)
Daniel Couto