Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MINHA PEQUENA



Eu a amo, Madalena...
Mostra-me
O
Biquinho
Do teu
Seio,
Minha pequena...
Mostra-me mais,
Mais e mais...
Eu quero todos os teus ais...
E quero, o fruto do teu ventre,
Ver crescer entre as minhas mãos...

Porta para a minha eternidade,
Madalena,
Minha pequena,
Divino é o milagre de seres fêmea:
Pelo teu ventre seguirei poeta pela eternidade...

Libertarei a minha alma cativa
Pelo abismo
Onde se fala a linguagem que aqui ninguém traduz...

Eu só não quero esquecer, Madalena,
Do caminho da Luz
No meu próximo porto
E saber te reconhecer na menina
Que cruzar o meu caminho de andarilho da Luz

Meu porto humano,
Veste quente para a minha ave enregelada
De escuridão,
Mostra-me de novo o teu seio e mais...

Deixa-me dizer-te
Que te amar assim
É ainda mais divino...
Chico Steffanello
Enviado por Chico Steffanello em 30/07/2006
Código do texto: T205657

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chico Steffanello
Sinop - Mato Grosso - Brasil, 58 anos
246 textos (31024 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:31)
Chico Steffanello