Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

louca não sou eu

Loucos são os ventos que me fazem perder o rumo
E a consciência que  refuta aquilo que assumo
Loucas são as palavras que calo por medo de errar
E as vénias disfarçadas que te faço ao passar
Loucos são os relógios que não param para te ter
E as luzes da cidade que se esqueceram de acender
Loucas são as flores, os cheiros e os sabores
São os segredos, os delírios e os amores
Loucos são os momentos que já não lembro
E os sorrisos tolos que não fazem qualquer senso
Loucas são as regras, as leis e as normas
São os astros, as estrelas e todas as suas formas
Loucos são os que esqueceram de me amar
E aqueles que amei já sem lembrar
Loucas são as madrugadas dos olhares trocados
Os passeios no meu quarto de olhos gelados
Loucas são as vezes em que deixei de ser eu
E aquelas em que foste tu com aquilo que é meu
Loucos são os que falam da minha loucura
E são os gestos que lhes retribui-o como tortura
Loucas são as paixões que deixei para trás
E os abraços que não dei com medo de não ser capaz
Loucos são os perdões dados em vão de escada
E os silêncios dos beijos quando não resta mais nada
Loucos são os sins que te digo e não percebes
E as vezes que quero ficar e não me pedes
Louca não sou eu.

marta neto
Enviado por marta neto em 31/07/2006
Código do texto: T205943
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
marta neto
Portugal, 31 anos
13 textos (387 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:25)
marta neto