Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

porto seguro

içara as mais remotas pragas
fizera do meu filho sonho visionário
toda palavra emudecida caíra
a fim de contemplar a minha desgraça

basta
         
          dessa cólera sem rebento
        desse medo enclausurado
      de uma discórdia qualquer.

silêncio

deita as velas,
salva o leme,
vista a roupa,

                  seja herói.
Marco Carneiro
Enviado por Marco Carneiro em 03/08/2006
Código do texto: T208458
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Carneiro
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil
37 textos (1440 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 21:58)