Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rédas soltas

Defina, tente definir. Minta;
se engane. Ah! faça tudo de novo.
Já não sei mais quais palavras usar
ou quais atitudes tomar.
A incerteza já tomou as rédeas;
não sou eu quem guio meus dias.

Você se enganou, querida.
Você sequer sabe.
O impulso é quem tomou as suas rédeas.
Mentiu, não por mal, mas mentiu.
Não me importo, supero suas mentiras;
a única pessoa a quem você engana
é você mesma.

Quão difícil é dizer a verdade a si mesmo!
Aceitar o que é, o que pensa e o que quer
não é tão simples assim afinal.

As horas se vão, os dias passarão
e o nosso final, como todos os finais,
será lindo.
Juntos ou não, encantados ou não, será belo.
O amor, se é que existe, não acabará;
amor finito é paixão adolescente.

Eu lhe perdôo, linda, com a mais absoluta certeza.
Eu te entendo, te admiro e te quero.
Só tu fazes com que eu abra os olhos toda manhã.
Te amo,
Morena.
melão
Enviado por melão em 06/08/2006
Código do texto: T210101
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
melão
São Paulo - São Paulo - Brasil, 27 anos
119 textos (4653 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:42)
melão