Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOZINHO

Sozinho caminho pela rua da tristeza
Minha sombra se foi a casa
Sigo sem rumo, subindo montanhas de pena
sem virgem nem anjo
de um celeste agora negro.

Sozinho alimento as histórias,
de minha vida sem assunto.
Sou o grão que o leito leva,
Sem melodia, desapareço ao vento
Abandonado, perdido sem astros.
Nem lágrimas caem nas pétalas,
nem sangue corre nos rios.

Sozinho fui ao encontro
de um amor escrito em verbo
dentro do profundo olhar
as cores já não propagam
amigos já não contam.

Se a vida é um ciclo
A minha tem nome e sobrenome

Triste Solidão.
Fabs
Enviado por Fabs em 06/08/2006
Código do texto: T210289
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabs
São Paulo - São Paulo - Brasil, 43 anos
18 textos (2207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:19)
Fabs