Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOITE DA ALMA

Glaciais enxurradas levaram de meus olhos
o brilho sonolento e lágrimas ardentes.

Arrancaram sonhos em mim guardados,
canções de cores e festivais de amores.

Apenas repousando no baú das coisas velhas
a lembrança fugidia de teus passos.

E mesmo que tal jamais se faça:
chamarei por teu nome enquanto é noite.

 

 

     
José Luongo da Silveira
Enviado por José Luongo da Silveira em 06/08/2006
Código do texto: T210708
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Luongo da Silveira
Santa Maria - Rio Grande do Sul - Brasil
78 textos (1180 leituras)
1 e-livros (50 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:31)
José Luongo da Silveira