Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contrações

Oh, verso!
Como custa pôr-te no mundo!
Já até me doem as ancas.
És criança cabeçuda,
e trazes um mundo na moleira.
Teu parto será sofrido,
mas não faz mal,
temos ainda a noite inteira.
Se quiseres, me abro toda,
e tu sais pelas ventas,
pelos ouvidos,
pela boca,
pelos olhos,
pelos pêlos...
Se não quiseres,
dão-me plasil na veia,
passam os enjôos,
durmo, esqueço as dores,
e acordo pela manhã,
contigo nos olhos
e uma peridural a doer-me as costas...
Acho que prefiro o parto normal.
Lourdes Nascimento
Enviado por Lourdes Nascimento em 09/08/2006
Código do texto: T212484
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lourdes Nascimento
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 36 anos
13 textos (761 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:03)