Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROCISSÃO



 
       PROCISSÃO

Moisés Silveira de Menezes


 
Onde vai, onde vai
Onde vai a procissão
essa massa heterogênea
pelas ruas, ventania
mãos de abrigo ao desabrigo
vozes roucas, cantos loucos.

Qual o norte desse povo
qual o porte desse santo
passos lentos, multidão
vai levando, vai levada
um só canto, vozes tantas
mãos em asas sem voar.

Lumem luzes toscas velas
velam olhos futureiros
não vale santo sem vida
não vale povo sem pão
na senda sendo iludidos
muitos vão na procissão.

Pouco porte porta o santo
norteia povo sem norte
medra o homem, ronda a fome
Velam velas, monte ao sonho
Proscritos ritos rotulam
Sem sorte, norte, sem nome

moises silveira de menezes
Enviado por moises silveira de menezes em 10/08/2006
Reeditado em 22/08/2006
Código do texto: T213148
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
moises silveira de menezes
São Pedro do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 62 anos
37 textos (10052 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:21)
moises silveira de menezes