Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma poesia a meia noite

Essa madrugada me encanta.
Todo esse silencio calmo.
Toda essa tranquilidade inspiradora.
É a hora de se poder viver.

Todos estão dormindo em suas camas.
Sonhos encantadores.
Pesadelos amedrontadores.
Paz infinita.
É a hora de se poder viver.

Quando o povo dorme
Eu aproveito esse tempo tão curto.
Para viver.
Para desejar.
Para sorrir.
É meia noite.

Se o sol aparecer
Recolherei em meu canto.
Ver o ceu.
Esperar que tudo voltar.

É madrugada
O tempo de se querer.
Para aproveitar
Para amar.
É meia noite.

Papagaio
Enviado por Papagaio em 11/08/2006
Código do texto: T214425
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Papagaio
São Lourenço - Minas Gerais - Brasil, 25 anos
25 textos (913 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:40)
Papagaio