Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ninho Vazio

As toalhas se mantêm unidas num só lugar e
as portas já não ficam abertas como num largo abraço;
A campainha se faz de surda e muda, e
o telefone brinca de “vaca amarela”.
As luzes esquecidas em pleno dia protestam num apagão, e
os jogos brincam de esconde –esconde;
A TV insiste num “fora do ar”, e
a geladeira não é mais a tela que indica o “menu” dos programas a serem abocanhados...
Não há correrias nas escadas,
Nem pipoca no tapete,
Nem copos pela casa.
Não há o chamado para as refeições, e
no horário de ir para a cama está vazio;
Não há quem despertar, desperta-se em cada canto silencioso,
E o encanto do beijo de boa noite intitula de “mensageiras” as estrelas.

Sinais de perdas não são,
Ganhos de espaço eu diria,
Então que sejam,
Espaço com gosto de saudade!!!
ziza Silvestre
Enviado por ziza Silvestre em 13/08/2006
Reeditado em 13/08/2006
Código do texto: T215707

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ziza Silvestre
Ourinhos - São Paulo - Brasil, 53 anos
217 textos (14090 leituras)
1 e-livros (52 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:18)
ziza Silvestre