Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ATEMPORALIDADE NA MADEIRA

O que será ninguém sabe.
Podem ser alvoradas
Que se afastam em linhas paralelas
Ou a caminhada matutina
Com passos que conduzem
Às rotas de luz
           Do dia seguinte.

O presente dura o instante
Da roração de um
Mundo e-s-t-á-t-i-c-o
À mercê do ciclo
Indeclinável
Que dá cabo de todas
As coisas.

O que passou edifica,
Anjos de asas cortadas,
Feridas que não cicatrizam,
E o que se sabe, só,
É que mesmo que se arranquem
Os pregos
Ainda ficarão as marcas na madeira.
Samantha Medina
Enviado por Samantha Medina em 15/08/2006
Reeditado em 15/08/2006
Código do texto: T217106

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Samantha Medina
Recife - Pernambuco - Brasil, 30 anos
120 textos (21408 leituras)
1 e-livros (40 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:50)
Samantha Medina