Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escondido nas estrelas

Com o olhar que fitar as estrelas
Quero ver o rio passar
Uma quadra, mil, e nelas
Começar um notório cantar

Será de dia, será num presente
De qualquer tempo, será hora
Na exata folga reticente
De um malgrado agora

Com queixume nos lábios
Brisa no cílios, a pestanejar
E os traços do rosto, flácidos
Esquecidos ficarão, até acabar

Com o olhar que fitar as estrelas
Sem sorrir, embora entreter
A alma com inúmeras querelas
Irei piscar mil vezes e ver

Ver o que a alma advinha
Intuindo o que é bonito
Ah, ali, onde ninguém caminha
Mas bem onde se esconde o infinito


Mar de Oliveira Campos
Enviado por Mar de Oliveira Campos em 18/08/2006
Código do texto: T219599
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mar de Oliveira Campos
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
77 textos (5348 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:55)
Mar de Oliveira Campos