Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao Amigo “Maestro das Letras” e Poeta, Lucan...

Poeta... Instrumento


Poeta, instrumento lento da poesia
Caneta e papel prontos se apresentam às suas mãos
O encantamento da poesia busca em silêncio
Nos contornos e faces do dia-a-dia...

Disfarces que os seduzem
Palavras que traduzem
Rimas criadas
Instrumentos de trabalho do poeta

Lento... aninha-se no colo da alma
Sentimentos deixados nos vãos,
Entrelinhas e olhares
Em espaços vazios tuas mãos colorem fios de esperança...

Lucan, teu ofício é amar...
Lentamente, adentrando a lugares distantes
Em constante entrega, na busca sem pressa
Dos versos que completam tua obra...

Profissão que não se ensina
Neste curso da vida é ela a própria mestra
E você poeta... É discípulo aprendendo...
ziza Silvestre
Enviado por ziza Silvestre em 18/08/2006
Reeditado em 18/08/2006
Código do texto: T219742

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ziza Silvestre
Ourinhos - São Paulo - Brasil, 53 anos
217 textos (14089 leituras)
1 e-livros (52 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:01)
ziza Silvestre