Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desencanto(2)

Não são as tuas palavras que eu escuto
É quando ages que a tua alma a mim se revela
E é neste ponto onde os paradoxos se confrontam
que as águas se turvam pela bruma do desencanto.

Como te fazer imagem fiel do sonho idealizado?
Como tornar espessos os véus que escondem a realidade?
É difícil reinventar ideais e reverter expectativas
E nesta constante busca, fica a alma em solidão.

Soltei a voz no coração, fiz do amor uma canção,
mas não ouvi o eco do meu solitário canto
Silenciou a voz no vale vazio dos sentimentos perdidos.
É preciso reinventar os sonhos
Faz-se urgente iniciar novo caminho.

TahyaneRangel©2005
RiodeJaneiro/brasil
Tahyane
Enviado por Tahyane em 04/06/2005
Código do texto: T22065

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tahyane
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
55 textos (9759 leituras)
6 e-livros (2714 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:16)
Tahyane