Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Almas em Silêncio

A tua paz tem a dimensão da minha inquietude,
Grande é o medo de macular teus versos,
mas ouso responder,
mesmo no breu da minha memória
Teu vôo é livre e eu sou cativa...

Meu olhar não alcança o infinito,
Não vejo o passado, não diviso o futuro
Os horizontes do meu presente são tão pequenos
Nos meus sonhos não tem sorrisos
São sonhos sem memória...

Onde estão os meus Mestres?
Não tenho lembranças...
Por que não os vejo?
Por que não os ouço?
Eu sou sombra
guiada pela luz do infinito
Como calar o sentido?
Como viajar neste corpo?
Como faze-lo dizer o meu nome?

Somente as almas se entendem no silêncio
Somente elas podem se encontrar no paraíso
E viajar nos túneis do tempo e da memória
As almas buscam as cores do arco-íris
e com elas fazem elos coloridos
Com os tons e os matizes de amor

Onde estás, alma companheira?
Por que não sinto o afago do teu silêncio?
Por que te espero?...
Se não sinto o cheiro do teu amor...

Os Anjos que conheci continuam sem voz
Como mudos eram nos silêncios de outrora
Tu, alma amiga, amas e sorris
Eu,  espero e choro...

TahyaneRangel©2003
RiodeJaneiro/Brasil
Tahyane
Enviado por Tahyane em 04/06/2005
Código do texto: T22079

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tahyane
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
55 textos (9758 leituras)
6 e-livros (2714 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:24)
Tahyane