Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fim de Estrada

Moça
Enxugai esta lágrima
Que escorre do teu espelho
Vê teu vulto negro
Sob o véu do desespero

Estilhaça-o
Mas saiba
Que seus reflexos para sempre existirão

Aprenda a não olhar triste para trás
Nem sonhar muito pela frente
Tente enxugar suas lágrimas
Pois ombros não estão sempre disponíveis

Desafie o presente
E aceite o perigo
Experimente tudo o que não mata
Domine os dominadores

E no fim estarás carregando
Rugas
Lembranças
E grandes amores
Frango
Enviado por Frango em 04/06/2005
Reeditado em 06/06/2005
Código do texto: T22081
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Frango
Salvador - Bahia - Brasil, 30 anos
10 textos (851 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:20)
Frango