Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A caminho de um fim

E seguem os pés passos para o caminho dos condenados
Sofre em murmúrio o desencanto do desencontro
Paradeiro triste de almas endividadas
Espectro lúgubre de uma vivência sem calma

Em vão dias... Horas de pura agonia
Menino grande, homem sem serventia
Sem procedencia nem sombra, mendigo de amor
Pobre miserável... Aceite minha flôr

No universo de lágrimas clamadas
Na vivência abafada de sentimentos, insanos
Seu rio tem caminho incerto
Não corre para um mar nem busca o oceano

E assim foi... feito verme inconsequente
Escondendo atrás do olhar o ódio
Que em seu caminho se fazia presente...
Orlando Miranda
Enviado por Orlando Miranda em 04/06/2005
Código do texto: T22160
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Orlando Miranda
São Paulo - São Paulo - Brasil
58 textos (3303 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:56)
Orlando Miranda