Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fatos observados

Não sou louco
por isso não vivo no alarido dos cegos
que não enxergam o silêncio no pôr do sol

Danço
com tudo que acaricia-me
luz

Poente, contente, poética
amanhã voltará
e balearemos

Correndo, se quisesse me esconder
alcançaria-me
com olhos que tudo vê

Não fuga
Flamar-me sim
no fogo de um olho só

Que permaneçam os loucos
soçobrados no oceano dos gritos
sem poesia, enxutos da harmonia,
mortos de sensibilidade para fatos simples e lindos

Adalicio Anjos

Ada
Enviado por Ada em 28/08/2006
Código do texto: T226881
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ada
Simões Filho - Bahia - Brasil, 35 anos
1 textos (46 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:15)