Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOLUME MÁXIMO ENQUANTO TOCA NOSSA MÚSICA

Às vezes, aquele ruído do liquidificador, que abafava
 o inicio de discussões
Ou o som ligado, tocando uma balada enquanto nos amávamos
O som de nossos corações, pulsando na mesma sintonia
Mesmo o som do silencio, enquanto você dormia
Ou o barulho do chuveiro, enquanto eu lhe esperava
O ruído da toalha roçando seu corpo
O barulho do salto, quando você surgia toda arrumada
Meus insignificantes ruídos, enquanto lhe admirava
Os ruídos de seus carinhos, que me faz muita falta
O amargo barulho da porta batendo, depois de sua partida
O mesmo amargo barulho, quando ela se abre sem você
 pra me dar boas vindas
E mais uma vez, o som ligado tocando a nossa música
E o deprimente som da minha solidão, sem você
E todos esses sons e ruídos em meu cotidiano.


...
Diego Navarro
Enviado por Diego Navarro em 08/06/2005
Código do texto: T22888
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diego Navarro
Londrina - Paraná - Brasil, 35 anos
17 textos (579 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 06:56)
Diego Navarro